Falta de higiene ditou expulsão de Julian Assange: "Punha excrementos nas paredes"

Embaixador equatoriano no Reino Unido acusa o fundador da WikiLeaks de violar todas as normas de boa educação.
Por Francisco J. Gonçalves|14.04.19
A expulsão de Julian Assange da embaixada do Equador terá sido causada pela falta de higiene e os abusos repetidos do fundador da WikiLeaks.

Numa altura em que o presidente do Equador, Lenín Moreno, está sob suspeita de ter cedido às pressões dos EUA para retirar o asilo a Assange, o embaixador equatoriano em Londres revela um lado da história bem mais prosaico.

Em declarações ao ‘The Daily Mail’, Jaime Marchan conta que a falta de educação e de limpeza de Assange levaram a tensão com o asilado a um ponto de rutura.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!