Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Família de Sala reage a relatório que indica que o futebolista tinha "elevados níveis de monóxido de carbono"

Familiares do futebolista terão pedido à Agência de Investigação de Acidentes Aéreos que analisasse os destroços do avião "sem demoras". 
Correio da Manhã 14 de Agosto de 2019 às 16:22
Velório de Emiliano Sala
Velório de Emiliano Sala
Velório de Emiliano Sala
Velório de Emiliano Sala
Velório de Emiliano Sala
Velório de Emiliano Sala
Velório de Emiliano Sala
Velório de Emiliano Sala
Velório de Emiliano Sala
Velório de Emiliano Sala
Velório de Emiliano Sala
Velório de Emiliano Sala
Velório de Emiliano Sala
Velório de Emiliano Sala
Velório de Emiliano Sala

A família de Emiliano Sala reagiu à notícia de que o futebolista tinha elevados níveis de "monóxido de carbono" no sangue antes de morrer no acidente de avião em janeiro. 

"Os níveis perigosos de monóxido de carbono encontrados no corpo de Emiliano levantam muitas questões para a família", lê num comunicado divulgado pelos advogados em nome da família de Sala.

Os advogados afirmam ainda que a forma como Sala morreu "será determinada no inquérito no devido tempo" e acrescentam ainda que é preciso perceber como entrou o monóxido de carbono na cabine. 

A família do futebolista terá pedido à Agência de Investigação de Acidentes Aéreos que analisasse os destroços do avião "sem demoras". 

Emiliano Sala tinha partido de Nantes com destino a Cardiff quando um acidente de avião lhe tirou a vida aos 28 anos.

O relatório Agência de Investigação de Acidentes Aéreos divulgado esta quarta-feira revelou que o futebolista tinha um nível de monóxido de carbono de 58% no sangue.

Esta quantidade pode causar convulsões, inconsciência ou ataques cardíacos. Níveis deste gás acima dos 50% são considerados potencialmente fatais.

Emiliano Sala acidentes e desastres acidentes de transporte acidente (geral) acidente aéreo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)