Emigrante português mata mulher e filhos e suicida-se em Inglaterra

Homem de 57 anos atira-se com filhos menores de penhasco depois de matar a mulher.
Por Miguel Curado e Pedro H. Gonçalves|10.03.18
Família portuguesa desfeita em Londres
Um português, de 57 anos, matou a mulher, de 47, à facada na casa que ambos tinham arrendado há cerca de um ano, num bairro caro de Londres, Inglaterra. O homicida pegou depois nos dois filhos do casal, de 7 e 10 anos, fez 140 quilómetros de carro até ao Sul de Inglaterra e atirou-se com as crianças para as águas do Canal da Mancha, saltando de um penhasco com cerca de 160 metros de altura.

Fonte oficial da Scotland Yard (polícia de investigação) disse ao CM que as quatro mortes ocorreram no domingo, "mas só foram descobertas no dia seguinte". "Moradores de um prédio em Twickenham alertaram a polícia pelas 18h00 [mesma hora em Portugal], estranhando a ausência do casal [Adelino Figueira de Faria e a mulher, Laura] e dos dois filhos ali residentes", explicou. A porta do apartamento foi arrombada e a mulher foi encontrada morta na sala, envolta em sangue, com sinais de facadas.

Cerca de uma hora antes, em Sussex (condado no Sul, junto ao Canal da Mancha), a polícia local foi chamada a uma zona costeira chamada Birling Gap, devido à descoberta dos cadáveres de um adulto e de dois rapazes. Os três pareciam ter caído do penhasco.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De todoatento10.03.18
    Horas do diabo.
1 Comentário
  • De todoatento10.03.18
    Horas do diabo.
    Responder
     
     0
    !