Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Famintos e bandidos pilham as cidades

Habitantes famintos que perderam tudo na tragédia e criminoso que tentam aproveitar-se dela estão a promover uma grande onda de saques a lojas e casas nas cidades do estado brasileiro de Santa Catarina, no sul do país, afectadas por enchentes e aluimentos provocados pela chuva, que em três dias foi igual à esperada para quatro meses.
27 de Novembro de 2008 às 00:30
Em Calle del Itajai, no estado de Santa Catarina, dezenas de pessoas caminham, sem rumo, nas ruas alagadas
Em Calle del Itajai, no estado de Santa Catarina, dezenas de pessoas caminham, sem rumo, nas ruas alagadas FOTO: James Tavares

O número oficial de mortos era ontem à noite de 93, mas as equipas de resgate calculam que supere os cem e que muitos corpos, soterrados por montanhas inteiras, nunca cheguem a ser encontrados.

Os locais mais visados pelos saques eram inicialmente supermercados e outros estabelecimentos com víveres, mas nos últimos dois dias, aproveitando o facto de todo o efectivo policial estar empenhado no auxílio às vítimas, criminosos saquearam muitas residências.

Ontem voltou a chover em Santa Catarina, impedindo até o voo dos helicópteros de resgate que tentavam retirar as mais de cem mil pessoas ainda isoladas em cidades e povoados totalmente arrasados. Em muitas das 80 cidades atingidas falta água potável, gás, luz e telefone e muitas estradas continuam cortadas.

Acusado de ter retido ao longo do ano verbas destinadas à prevenção de catástrofes, o presidente Lula da Silva anunciou a concessão do equivalente a centenas de milhões de euros para ajudar as vítimas, entre as quais 55 mil desalojadas e 1,5 milhão de pessoas de alguma forma afectadas, e o envio de 46 homens e 12 cães da Força Nacional especializados em resgatar vítimas de tragédias. Lula da Silva, que mandou para Santa Catarina vários ministros, sobrevoou ontem a região mais afectada.

PORMENORES

SOLIDARIEDADE

A onda de solidariedade espontânea em auxílio das vítimas em Santa Catarina está a encher centenas de camiões em todo o território brasileiro.

OPERAÇÕES MILITARES

Helicópteros estão a retirar pessoas de áreas isoladas, tanques de guerra abrem caminho entre escombros e veículos anfíbios transportam água e alimentos.

OUTROS ESTADOS

As chuvas têm afectado outros estados, incluindo o do Espírito Santo, onde mais de 2,7 milhões de pessoas já foram afectadas.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)