Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

FBI distraiu investigadores

Seis meses antes dos atentados terroristas de 11 de Março em Madrid, a Polícia espanhola interrompeu a vigilância aos militantes islâmicos residentes na capital espanhola para investigar um suspeito denunciado pelo FBI.
3 de Maio de 2005 às 00:00
A pista não deu em nada e o atraso pode ter comprometido seriamente a capacidade das autoridades para travar o 11-M, revelou o ‘El Mundo’.
No Outono de 2003, a Polícia espanhola recebeu do FBI a informação de que um “radical de primeira categoria” com ligações ao terrorismo estava a residir em Tarragona, na Catalunha. A pequena unidade dedicada ao combate do terrorismo islâmico recebeu ordens para interromper todas investigações em curso e concentrar-se no suspeito de Tarragona. Duas das investigações interrompidas diziam respeito a um grupo de radicais islâmicos residentes na zona de Lavapiés e outro ligado à mesquita de Villaverde, ambos em Madrid. Nestes grupos figuravam, entre outros, Jamal Zougam, o ‘Tunisino’ e o ‘Egípcio’, todos posteriormente implicados no 11-M.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)