Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

FBI divulga interrogatório feito a Clinton em julho

Em causa a polémica devido ao uso do seu 'email pessoal' para tratar de assuntos de interesse nacional.
2 de Setembro de 2016 às 21:16
A candidata presidencial democrata Hillary Clinton
A candidata presidencial democrata Hillary Clinton FOTO: Chris Keane/Reuters
O FBI divulgou esta sexta-feira o interrogatório que fez há dois meses à candidata presidencial democrata Hillary Clinton devido ao uso do seu 'email pessoal' para tratar de assuntos de interesse nacional, enquanto secretária de Estado dos Estados Unidos.

A polícia federal dos Estados Unidos divulgou o interrogatório, depois da insistência dos líderes republicanos no Congresso, que consideram que a antiga primeira-dama recebeu tratamento favorável na investigação ao caso.

Os documentos hoje divulgados referem-se ao interrogatório de três horas feito a Hillary Clinton a 02 de julho, antes de o diretor do FBI, James Comey, considerar o comportamento da antiga secretária de Estado "extremamente descuidado", mas sem recomendar acusações, abrindo caminho para a sua candidatura às eleições presidenciais.

A polémica com o correio eletrónico de Hillary Clinton começou no início de 2015, quando a imprensa norte-americana revelou que, durante os seus quatro anos no Departamento de Estado, utilizou o seu 'email' pessoal para tratar de assuntos de Estado.

Hillary Clinton reconheceu que tinha sido "mais inteligente" uma conta oficial e entregou em outubro de 2015 cerca de 55.000 páginas de correio eletrónico feito durante a sua estada no Departamento de Estado.
FBI interrogatório Hillary Clinton Casa Branca política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)