Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Fernando Haddad condenado por chamar "charlatão" a Edir Macedo

Ex-candidato à presidência do Brasil obrigado a pagar mais de 17 mil euros por acusações difamatórias.
Lusa 18 de Dezembro de 2018 às 12:05
Fernando Haddad
Fernando Haddad
Fernando Haddad
Edir Macedo lidera a Igreja Universal do Reino de Deus
Fernando Haddad
Fernando Haddad
Fernando Haddad
Edir Macedo lidera a Igreja Universal do Reino de Deus
Fernando Haddad
Fernando Haddad
Fernando Haddad
Edir Macedo lidera a Igreja Universal do Reino de Deus
O ex-candidato à presidência do Brasil derrotado por Jair Bolsonaro foi condenado a pagar mais de 17 mil euros por ter chamado "charlatão" ao bispo de IURD Edir Macedo durante o segundo turno da disputa eleitoral contra o presidente eleito. 

Fernando Haddad afirma que pretende recorrer da decisão deo juiz Marco Antonio Botto Muscari. No dia 12 de outubro, depois de participar numa missa em São Paulo, o político do Partido Trabalhista disse, em conferência de imprensa, que Macedo fazia parte do projeto político de Bolsonaro.

O político disse ainda que o que estaria por trás da aliança entre Bolsonado e o líder da Igresa Universal era "fome de dinheiro". 

O juiz justificou a decisão com o facto de Haddad conhecer as normas jurídicas do país, por ter estudado direito.

Ainda na sentença, o juiz diz que Macedo pretende doar o dinheiro da condenação para uma instituição de caridade.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)