Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Fidel esteve vários dias à beira da morte

O líder cubano Fidel Castro, de 80 anos, esteve vários dias à beira da morte, mas já deixou o seu leito de convalescença – afirmou ontem o presidente venezuelano, Hugo Chávez.
26 de Março de 2007 às 00:00
“Fidel, quando estava de cama, porque já não está, esteve num estado de saúde bastante delicado”, declarou Chávez perante uma multidão.
O amigo de ‘El Comandante’ referiu, igualmente, que chegou mesmo a dizer a Fidel que este não podia morrer. “Mas ele esteve em perigo de morte durante bastantes dias. E disse-me: ‘Chávez, já posso morrer. Por mim, não te preocupes. Quem não pode morrer és tu’”, acrescentou ainda o presidente venezuelano.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)