Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Filha de vítima de atentado morre a comer panquecas em concurso

Pai da jovem era polícia e perdeu a vida no ataque de 11 de Setembro.
4 de Abril de 2017 às 17:10
Filha de vítima de atentado morre a comer panquecas em concurso
Filha de vítima de atentado morre a comer panquecas em concurso
Filha de vítima de atentado morre a comer panquecas em concurso
Filha de vítima de atentado morre a comer panquecas em concurso
Filha de vítima de atentado morre a comer panquecas em concurso
Filha de vítima de atentado morre a comer panquecas em concurso

Caitlin Nelson, filha de uma das vítimas do ataque de 11 de Setembro às Torres Gémeas, em Nova Iorque, morreu no passado domingo após ter participado numa competição em que o objetivo era comer o maior número de panquecas possível.

A jovem, de 20 anos, tinha entrado no concurso três dias antes e transportada para uma unidade hospitalar após ter sufocado. Duas estudantes de enfermagem ainda a tentaram reanimar no local mas sem sucesso.

Nelson foi transferida do Hospital de Bridgeport para o New York-Presbyterian mas acabou por morrer. Centenas de pessoas da universidade e da república a que a jovem pertencia já prestaram homenagem a Caitlin.

O pai, James Nelson, era polícia em Nova Iorque e morreu durante os ataques às Torres Gémeas. O homem, na altura com 40 anos, estava a tentar salvar as pessoas presas no World Trade Center quando perdeu a vida.

Na altura do atentado, Caitlin tinha 5 anos. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)