Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Filho bebé de casal vegan morre desnutrido por só comer fruta e vegetais

Pais estão acusados de homicídio por negligência.
Correio da Manhã 18 de Novembro de 2019 às 15:50
Filho bebé de casal vegan morre de malnutrição após só comer fruta e vegetais
Bebé
Filho bebé de casal vegan morre de malnutrição após só comer fruta e vegetais
Filho bebé de casal vegan morre de malnutrição após só comer fruta e vegetais
Bebé
Filho bebé de casal vegan morre de malnutrição após só comer fruta e vegetais
Filho bebé de casal vegan morre de malnutrição após só comer fruta e vegetais
Bebé
Filho bebé de casal vegan morre de malnutrição após só comer fruta e vegetais

O filho bebé de um casal que segue uma dieta vegan morreu desnutrido e os pais estão agora a ser acusados de homicídio por negligência, na Florida, EUA.

Segundo o The Mirror, o bebé de 18 meses pesava menos de 8 quilos quando morreu, a 27 de setembro. Sheila, de 35 anos, disse à polícia que o menino tinha nascido em casa e que nunca tinha ido ao médico. A sua dieta era à base de fruta crua e vegetais, incluindo mangas, bananas e abacate.

Uma semana antes de morrer, o bebé deixou de comer. A mãe afirmou que pensava que era devido ao nascimento dos primeiros dentes e porque ainda o amamentava.

No dia da morte da criança, a mãe do menino revela que viu o filho a ter dificuldade em respirar enquanto amamentava, por volta das 4 da manhã. Horas mais tarde, Sheila reparou que o bebé não respirava e que estava frio.

A mulher ligou para o 112 enquanto o marido, Ryan, tentava reanimar o filho. A morte foi declarada no local.

A causa de morte do bebé deveu-se a complicações relacionadas com a desnutrição, incluindo desidratação, problemas de fígado e inchaço nas mãos, pernas e pés.

O casal foi acusado de homicídio por negligência e de negligência infantil.

Florida EUA The Mirror crime lei e justiça julgamentos economia morte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)