Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Filho de Margaret Thatcher declara-se culpado

Mark Thatcher, o filho da ex-primeira-minitra britânica Margaret Thatcher, considerou-se esta quinta-feira culpado do crime que o implica em actividades mercenárias ligados à suposta tentativa de golpe de estado na Guiné Equatorial, informou a Agência de informação sul-africana, SAPA.
13 de Janeiro de 2005 às 17:35
O filho da ex-ministra, de 51 anos, foi detido no passado dia 25 de Agosto em sua casa, no Cabo, acusado de violar as leis anti-mercenárias sul-africanas e apoiar supostamente o financiamento de um golpe de estado contra o presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang. Desde então, que Mark estava impedido de abandonar a África do Sul.
O canal de televisão britânico SKY assegurou que Thactcher declarou-se culpado por contribuir involuntariamente para o financiamento do golpe contra Obiang, alegando que pensava que o helicópetro de combate adquirido seria utilizado para fins humanitários.
Segundo a TV, o Supremo Tribunal sul-africano condenou-o hoje a uma multa de 300 mil libras estrelinas e uma sentença de cinco anos de prisão com pena suspensa. Thatcher que recupera a liberdade mediante caução vai poder viajar para os EUA onde se encontram a sua mulher e filhos.
Nenhuma fonte policial ou judicial sul-africanas confirmou estas informações.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)