Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Filipias apresentam queixa à ONU contra a China

As Filipinas vão apresentar um protesto formal à Organização das Nações Unidas por incursão territorial da China, depois de terem sido detectados barcos chineses a descarregar material de construção junto das disputadas ilhas Spratly.
3 de Junho de 2011 às 08:44
Benigno Aquino, presidente das Filipinas, vai apresentar uma queixa formal à ONU contra a China
Benigno Aquino, presidente das Filipinas, vai apresentar uma queixa formal à ONU contra a China FOTO: D.R.

"Aconteceram seis ou sete incursões desde Fevereiro. Estamos a compilar os dados necessários e vamos apresentá-los à China e enviar ao organismo apropriado que é as Nações Unidas", afirmou o presidente Benigno Aquino, de visita oficial ao Brunei, na passada quinta-feira.

A embaixada chinesa em Manila já se apressou a negar as acusações do Governo filipino e assegurou que apenas um barco de investigação cientifica está na zona em operações normais relacionadas com a investigação no Mar da China Oriental.

As Filipinas insistem terem localizado barcos chineses a descarregar material de construção, numa zona junto ao arquipélago, a 200 quilómetros a sudoeste da ilha filipinas de Palawan.

Recorde-se que o Governo de Aquino já havia apresentado um protesto às Nações Unidas depois de um mapa oficial chinês incluir as ilhas Spratly e as águas em redor como seu território.

Pequim considera, no entanto, ter soberania indiscutível sobre as ilhas, embora o arquipélago em questão seja disputado por Pequim, Filipinas, Malásia, Vietname, Brunei e Taiwan depois de terem sido identificadas importantes reservas de petróleo e gás natural.

Benigno Aquino Filipinas ONU China incursão territorial
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)