Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Filmado a mandar mensagens enquanto conduz autocarro com turistas no Algarve

Britânica expôs o caso e mostrou-se indignada com o caso que aconteceu em junho, em Portugal.
12 de Outubro de 2017 às 16:59
Condutor filmado a mandar mensagens enquanto conduz autocarro com turistas no Algarve
Linda Harvey, uma turista britânica, publicou um vídeo onde expõe a situação
Condutor filmado a mandar mensagens enquanto conduz autocarro com turistas no Algarve
Linda Harvey, uma turista britânica, publicou um vídeo onde expõe a situação
Condutor filmado a mandar mensagens enquanto conduz autocarro com turistas no Algarve
Linda Harvey, uma turista britânica, publicou um vídeo onde expõe a situação
Linda Harley, uma turista que esteve de férias no Algarve, expôs publicamente a sua indignação perante a atitude do motorista que a transportou do aeroporto de Faro até ao local onde ficaria hospedada, em Albufeira. A britânica de 59 anos tornou público um vídeo  onde o o condutor - cuja identidade é ainda desconhecida - surge a olhar constantemente para o ecrã do telemóvel e com pouca atenção à estrada, enquanto conduzia um autocarro cheio de turistas, acabados de chegar a Portugal.



O caso aconteceu no dia 17 de junho, quando a mulher de 59 anos se fartou de esperar por uma resposta da companhia aérea Jet2, que providenciou a viagem do aeroporto ao alojamento. Linda revelou que se sentiu totalmente em pânico com a situação, que considerou uma falta de respeito. 

"Foi horrível. O motorista atendeu pelo menos duas chamadas e escreveu imensas mensagens de texto durante a viagem que durou cerca de uma hora. Não foi correto para nós que não nos sentíamos seguros com quem estava ao volante", contou a mulher ao jornal Daily Mail.

Linda Harley garante que a sua estadia no Algarve ficaram manchadas com o pensamento de poder ser conduzida pelo mesmo motorista na viagem de regresso ao aeroporto. 

"Este senhor precisa de ser investigado. Alguma coisa tem de ser feita. Ele está a colocar vidas em perigo", explica Linda, ao apresentar as suas razões para ter tornado o vídeo público.

Contactados pelo Daily Mail, fonte da companhia aérea Jet2 garantiu que a empresa estava a "investigar a situação com carácter de urgência e a levar extremamente a sério os perigos que este tipo de situação representam para os seus passageiros".
Ver comentários