Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Fogo já destruiu mais de mil casas

Os gigantescos incêndios florestais que desde o fim-de-semana devastam o sul da Califórnia já destruíram mais de mil casas e obrigaram à evacuação de cerca de 500 mil pessoas, que foram alojadas em estádios e outros abrigos temporários.
24 de Outubro de 2007 às 00:00
 O governador Schwarzenegger visitou as zonas mais afectadas
O governador Schwarzenegger visitou as zonas mais afectadas FOTO: Duncan Mcintosh / Epa
O governo federal decretou o estado de emergência e o governador Arnold Schwarzenegger pediu a ajuda da Guarda Nacional para combater as chamas, que avançam sem parar e já chegaram à fronteira mexicana.
Ao final da tarde de ontem havia pelo menos 17 incêndios fora de controlo numa vasta área entre o condado de Santa Bárbara e a fronteira mexicana, apesar dos esforços de mais de seis mil bombeiros envolvidos no combate às chamas. As autoridades locais estimam a área ardida em cerca de 170 mil hectares, o equivalente à área da cidade de Los Angeles.
Mais de 500 mil pessoas foram obrigadas a abandonar as suas casas face ao avanço das chamas, que já destruíram mais de um milhar de edifícios, incluindo dezenas de mansões de luxo na exclusiva zona de Malibu. Muitos do evacuados foram alojados em abrigos temporários improvisados em estádios e centros de exposições, numa imagem que faz lembrar a tragédia provocada pelo furacão ‘Katrina’ em Nova Orleães, há dois anos.
O avanço das chamas obrigou também alguns estúdios de Hollywood a interromperem a produção de séries famosas de televisão, com o 'CSI' ou '24'.
O governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, que ontem visitou algumas das zonas afectadas, pediu o apoio da Guarda Nacional para ajudar na evacuação de civis, enquanto o presidente Bush decretou o estado de emergência, possibilitando o envio de ajuda federal. Vários estados vizinhos da Califórnia enviaram já bombeiros e ajuda humanitária.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)