Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

"Foi terrível": A arrepiante carta escrita por uma sobrevivente do Titanic que relata o horror vivido

Marion escreveu ao pai no dia seguinte à tragédia. Contava como o choro que ouviu, à medida que o barco afundava, a assombraria para o resto da vida.
Correio da Manhã 5 de Abril de 2021 às 18:27
Marion Wright
Marion Wright FOTO: Direitos Reservados
Marion Wright jamais esqueceu a noite de 14 de abril e a manhã de 15 de abril de 1912 quando o Titanic naufragou quatro dias depois de iniciar a sua viagem inaugural. 

A mulher, na altura com 26 anos, escreveu uma carta ao pai um dia após a tragédia. A carta, de cinco páginas, descrevia o choro da multidão à medida que o navio de passageiros afundava e é agora tornada pública. Marion viu o naufrágio do Titanic, após ter atingido um iceberg, de um barco salva-vidas. "Foi terrível... não acredito que alguma vez vá esquecer...", afirmava. 

"Vimos uma multidão de pessoas quando o navio se partiu em duas partes, o que aconteceu alguns minutos antes de afundar com uma grande explosão com os gritos das pessoas que ficaram a bordo", lê-se ainda. A mulher estava na sua cabine quando o "impensável" aconteceu a norte do Oceano Atlântico.

"Estava na cama há cerca de 10 minutos quando ouvi um estrondo horrível que estremeceu todo o navio e o motor parou. Coloquei o meu roupão e um casaco grosso, fui ter com o meu amigo e fomos ao convés para descobrir onde tinha batido", descreve.

Foi com a ajuda de Alfred Pain, de 24 anos, que Marion conhecia da sua cidade natal em Yeovil, Somerset, Inglaterra, que a mulher conseguiu entrar no barco salva-vidas e sobreviver à tragédia. Este amigo viria a ser uma das vítimas mortais do naufrágio. 

Marion entrou naquele navio para ir viver para o estado americano de Oregon juntamente com o noivo. A carta foi mantida guardada pelos seus familiares junto com outras cartas de família da época.

Atualmente está a ser vendida em leilão e espera-se que seja leiloada por seis mil libras, o equivalente a mais de sete mil euros.

Marion era uma passageiro de segunda classe no Titanic. Morreram 1500 pessoas no naufrágio. Ela sobreviveu e foi viver em Oregon, como tinha planeado, e viria ali a morrer em 1965, com 80 anos.
Titanic Marion Wright Oregon
Ver comentários