Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Fome no mundo aumentou após mais de dez anos a diminuir

Estudo refere que o aumento de 38 milhões de pessoas com fome se deve à proliferação dos conflitos violentos e aos desastres climáticos.
15 de Setembro de 2017 às 14:21
Fome no mundo
Fome no mundo
Fome no mundo
Fome no mundo
Fome no mundo
Fome no mundo
A fome está a aumentar novamente no mundo após uma diminuição constante durante mais de dez anos e atingia 815 milhões de pessoas em 2016, ou seja, 11% da população mundial, indica um relatório da ONU divulgado esta sexta-feira.

O estudo sobre a segurança alimentar mundial refere que o aumento de 38 milhões de pessoas com fome o ano passado se deve "em grande parte à proliferação dos conflitos violentos e aos desastres climáticos".

O relatório é publicado por três agências da ONU, a Organização para a Alimentação e Agricultura (FAO), o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e o Programa Alimentar Mundial (PAM), a que se juntaram pela primeira vez o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e a Organização Mundial de Saúde (OMS).

No total, cerca de 155 milhões de crianças menores de cinco anos registam atrasos de crescimento devido à fome, segundo o relatório.

A maior proporção de crianças com fome ou desnutridas concentra-se em zonas de conflito.

O relatório considera preocupante, por outro lado, o facto de 41 milhões de crianças menores de cinco anos ter excesso de peso, o que aumenta o risco de obesidade e de doenças na idade adulta.

"Estas tendências são uma consequência não apenas dos conflitos e das alterações climáticas, mas também das mudanças profundas dos hábitos alimentares" e da pobreza ligada à "desaceleração económica", refere um comunicado com uma síntese do relatório.

Segundo as agências da ONU, 520 milhões de pessoas com fome encontram-se na Ásia, 243 milhões em África e 42 milhões na América Latina e Caraíbas.

De acordo com aqueles números, 11,7% da população asiática passa fome, assim como 20% da africana e 6,6% da da América Latina e Caraíbas.

Dos 815 milhões de pessoas com fome no mundo em 2016, 489 milhões viviam em países afetados por conflitos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)