Fotógrafo de casamento esquece-se de tirar fotos aos noivos

Homem inglês capta 96 imagens dos atributos das damas de honor e acaba em tribunal.
20.02.18

Um fotógrafo inglês está em maus lençóis depois de não ter feito um bom trabalho numa cerimónia de casamento no Reino Unido. David 'Dave' Kilcourse foi contratado para fotografar o dia de sonho de Steph e Paul Unwin mas o resultado não foi o que os noivos esperavam: o fotógrafo ‘esqueceu-se’ de tirar fotografias aos noivos e pareceu mais preocupado em captar os atributos da damas de honor e de outras mulheres presentes na cerimónia.

O casal ficou em choque quando percebeu que mais de um terço das fotografias estava desfocada ou torcida, havia cerca de 100 fotografias de rabos e decotes das convidadas e apenas 11 do noivo e não havia sequer uma imagem que mostrasse os pais dos noivos.

"Recebemos 1636 imagens, que seriam as melhores. Quando o confrontámos com as fotografias mal tiradas ele disse que foram ‘pequenos lapsos’. Ele tinha montes de fotografias dos seios, decotes e traseiros das minhas duas damas de honor e de outras mulheres. Havia mais pormenores destes do que qualquer outro tipo de imagem no trabalho que ele nos apresentou. Eu até entendo que a fotografia é um arte e possa ser interpretada de maneira diferente por pessoas diferentes. Mas quando há mais fotos do rabo de uma mulher do que do meu marido não pode ser um acidente", afirma Steph.

O fotógrafo acabou processado pelo casal e teve que lhes pagar cerca de 650 euros. No entanto Steph e Paul descobriram que há outros casais que se queixam exatamente do mesmo no trabalho que Dave fez no seu casamento e montaram uma operação de boicote ao trabalho do fotógrafo, pedindo aos lesados que o levem a tribunal.

Já Dave defende-se e diz que o aconteceu no casamento de Steph e Paul foi causado "pelo mau tempo". "A minha empresa diz que é um assunto enterrado. Já fiz mais de mil casamentos e só tive, no máximo, dez queixas desta gravidade. É uma questão de opinião se as fotos estão boas ou não e se eu cumpri o que estava estabelecido. Ela diz que pagou para que fossem feitas fotos no exterior, mas estava a chover. Eu não controlo as condições meteorológicas", afirma o fotógrafo, que garante que não captou imagens inapropriadas.

pub

pub