Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Fractura de mil quilómetros no Índico

O sismo que provocou o tsunami em Dezembro passado na Ásia abriu uma fractura no fundo do Oceano Índico com 1.000 quilómetros de extensão.
14 de Julho de 2005 às 11:26
Um trabalho publicado na edição desta semana da revista 'Nature' permitiu concluir, através de dados fornecidos pelo sistema de orientação por satélite GPS, que a fractura de 1.000 quilómetros elevou-se rapidamente a partir do seu ponto de origem em direcção a norte.
A equipa de investigadores dirigida por Christophe Vigny, do Laboratório de Geologia em Paris, conseguiu fazer uma réplica do que se passou a 26 de Dezembro através dos dados fornecidos por cerca de 60 estações de recolha de medidas da rede GPS, situadas a 400 e 300 quilómetros do epicentro.
De acordo com os investigadores, a instalação de novas estações de GPS permitirá vigiar a evolução das deformações do solo posteriores àquele sismo, transmitindo “informações cruciais sobre o mecanismo do tremor de terra e os cenários previsíveis”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)