Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Megaoperação da polícia francesa contra dezenas de militantes islamitas após decapitação de professor

Ministro do Interior francês diz que professor decapitado na sexta-feira foi vítima de uma 'fatwa'.
Lusa 19 de Outubro de 2020 às 09:48
França homenageia Samuel, o professor decapitado após mostrar caricatura de profeta numa aula
França homenageia Samuel, o professor decapitado após mostrar caricatura de profeta numa aula
França homenageia Samuel, o professor decapitado após mostrar caricatura de profeta numa aula
França homenageia Samuel, o professor decapitado após mostrar caricatura de profeta numa aula
França homenageia Samuel, o professor decapitado após mostrar caricatura de profeta numa aula
França homenageia Samuel, o professor decapitado após mostrar caricatura de profeta numa aula
França homenageia Samuel, o professor decapitado após mostrar caricatura de profeta numa aula
França homenageia Samuel, o professor decapitado após mostrar caricatura de profeta numa aula
França homenageia Samuel, o professor decapitado após mostrar caricatura de profeta numa aula
Várias operações policiais foram lançadas esta segunda-feira de manhã em França contra "dezenas de indivíduos" envolvidos no movimento islamita, anunciou o ministro do Interior francês, afirmando que o professor decapitado na sexta-feira foi vítima de uma 'fatwa'.

"Eles claramente emitiram uma 'fatwa' (decreto religioso islâmico, neste caso de morte) contra o professor", disse Gerald Darmanin à rádio Europe 1, apontando para os suspeitos sob custódia.

Estas operações policiais, decididas na sequência do Conselho de Defesa realizado no domingo, decorrem desde a manhã desta segunda-feira e terão continuidade nos próximos dias.

França crime lei e justiça política
Ver comentários