Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

França adormeceu às 21 horas após recolher obrigatório mas houve quem não cumprisse

Manifestação numa das principais praças de Paris durou menos de uma hora.
Correio da Manhã 18 de Outubro de 2020 às 11:46
França adormeceu às 21 horas após recolher obrigatório mas houve quem não cumprisse
França adormeceu às 21 horas após recolher obrigatório mas houve quem não cumprisse FOTO: Twitter
O presidente francês Emmanuel Macron decretou esta quarta-feira o recolher obrigatório entre as 21h00 e as 06h00 em Île-de-France e outras oito grandes metrópoles francesas - Lyon, Lille, Toulouse, Montpellier, Saint-Etienne, Aix-Marseille, Rouen e Grenoble - onde o número de casos de Covid-19 tem registado um maior aumento.

A medida entrou em vigor este sábado e terá a duração de, pelo menos, seis semanas. Não foi, no entanto, uma medida aceite pela maioria. 

Na Place du Châtelet, em Paris, centenas de pessoas reuniram-se naquele que é o primeiro sábado de recolher obrigatório em protesto contra as medidas que agora entra em vigor num movimento que contrasta com as ruas desertas das metrópoles francesas às quais foi aplicada a medida.

"Liberdade, liberdade" gritaram os manifestantes, derrubando caixotes de lixo à sua passagem.

A manifestação, apesar de inflamada, foi curta. D
urou 30 a 45 minutos até a polícia intervir e dispersar.

Recorde-se que, a partir deste sábado, quem for apanhado na rua sem justificação válida durante o período do recolher obrigatório - 21h às 6h - terá de pagar uma multa de 135 euros. O objetivo é evitar encontros entre amigos, festas ou idas ao restaurante.

Ver comentários