Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

França: Marine Le Pen ganha prémio de "político mentiroso do ano"

Devido ao acumulado de "afirmações falsas" sobre os imigrantes e o 'jihadismo'.
5 de Fevereiro de 2016 às 15:11
Marine Le Pen, líder da Frente Nacional
Marine Le Pen, líder da Frente Nacional FOTO: Reuters
Marine Le Pen, líder do partido de extrema-direita francês Frente Nacional, recebeu esta sexta-feira o prémio de político mentiroso do ano em França, pelo acumulado de "afirmações falsas" sobre os imigrantes e o 'jihadismo'.

Criado por iniciativa do politólogo Thomas Guénolé e com um júri composto por elementos especializados em verificar informações, o prémio visa incentivar a classe política francesa a mentir menos, sensibilizar quem faz jornalismo na área da política para a importância de confirmar os factos e alertar as pessoas para que se assegurem da veracidade do que é dito.

Os membros do júri destacaram os exageros de Le Pen sobre a amplitude do fluxo de refugiados que chegam à União Europeia (UE), que na terça-feira Marine disse serem 4.500 por dia, quando na verdade rondam os 330.

Também foram tidas em consideração as suas declarações sobre o género dos imigrantes, pois a líder da Frente Nacional afirmou, no início de setembro passado, que os homens constituíam 99%, corrigindo dias depois o número para 75%, quando o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados aponta para 69%.

À filha de Jean-Marie Le Pen é igualmente atribuída a afirmação de que o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, teria dito a uma estação de rádio que preconizar a 'jihad' (guerra santa) não era um crime, algo que o governante nunca disse.

O anterior vencedor do prémio foi o ex-Presidente francês Nicolas Sarkozy.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)