Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Frasco com líquido vermelho lança suspeitas de ébola e causa o pânico

Alerta de emergência foi ativado no centro de Palma de Maiorca, em Espanha.
27 de Maio de 2018 às 15:48
A OMS aprovou o kit de teste rápido de antigénios ReBOV
Os investigadores realizaram uma prova do teste na Guiné-Conacri em março
A OMS aprovou o kit de teste rápido de antigénios ReBOV
Os investigadores realizaram uma prova do teste na Guiné-Conacri em março
A OMS aprovou o kit de teste rápido de antigénios ReBOV
Os investigadores realizaram uma prova do teste na Guiné-Conacri em março
Um frasco com um líquido castanho avermelhado, que se assemelhava a sangue, com a descrição "Ébola" foi encontrado esta sexta-feira à noite à porta de um edifício no centro de Palma de Maiorca. 

Segundo avançou o jornal espanhol El País, a descoberta ativou o dispositivo de emergência especial de prevenção de doenças altamente infecciosas por suspeitas do vírus Ébola na capital das ilhas Baleares. Apesar de os investigadores acreditarem que se trate de uma piada de mau gosto, a amostra foi enviada para o Instituto Carlos III, em Madrid, para que o conteúdo do frasco seja analisado e determinado se está ou não infetado.

Os procedimentos tomaram lugar após as oito da noite locais [às sete da tarde em Portugal], quando uma vizinha contactou os serviços de emergência para os alertar que tinha encontrado o frasco, alegadamente com sangue, em cima das caixas de correio com um adesivo com a palavra "ébola" escrita. 

O aviso desencadeou a ativação dos protocolos previstos para casos de alerta infeccioso grave e envolveu membros das forças e órgãos de segurança, técnicos de saúde e trabalhadores de limpeza. A zona foi cercada pela polícia e isolada de forma a evitar que os moradores entrassem e que os que estavam dentro de suas casas aí se mantivessem. 

Os técnicos de saúde entraram no edifício protegidos com fatos especiais e transferiram o frasco em questão para o hospital. A propriedade já foi desinfetada e horas após a descoberta tudo voltou ao normal. 

Enquanto a amostra se encontra em análise, a polícia abriu uma investigação para determinar o responsável no caso de se tratar de uma piada.

O período da análise demora cerca de 48 horas pelo que ainda não foram divulgados os resultados da amostra.
Palma Ébola Instituto Carlos III El País Portugal questões sociais Baleares
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)