Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Fretilin acusa Ramos-Horta de comprar votos

A Fretilin acusou esta sexta-feira o candidato às presidenciais timorenses Ramos-Horta de ter comprado votos na primeira volta das eleições, garantindo ter gravações que sustentam a acusação e que as entregará na Comissão Nacional de Eleições (CNE).
4 de Maio de 2007 às 13:19
Em conferência de imprensa, a Fretilin revelou ter um vídeo com o “depoimento de cinco testemunhas na área de Venilale, distrito de Bacau, que testemunham ter recebido dinheiro para votarem em Ramos-Horta e convencer outros a votarem também nele”.
José Reis, secretário-geral adjunto da Fretilin, referiu ainda que dois dos testemunhos afirmam que foi o actual primeiro-ministro timorense a “entregar pessoalmente o dinheiro em troca dos seus votos”.
Por sua vez, o porta-voz da campanha de Ramos-Horta já recusou estas acusações.
Recorde-se que a segunda volta das eleições presidenciais timorenses tem lugar no próximo dia 9.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)