Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Fuga radioactiva foi superior ao anunciado

A empresa Tokyo Electric Power, proprietária da central nuclear de Kashiwazaki-Kariwa, admitiu ontem que a quantidade de material radioactivo libertado após o sismo de segunda-feira foi substancialmente superior ao inicialmente estimado, mas assegurou que a radiação libertada é, mesmo assim, inferior aos níveis considerados perigosos.
19 de Julho de 2007 às 00:00
A central nuclear terá sofrido pelo menos 50 avarias
A central nuclear terá sofrido pelo menos 50 avarias FOTO: Issei Kato/Reuters
Segundo o presidente da empresa, Tsunehisa Katsumata, o nível de radiação que escapou para o oceano é 50% superior ao que fora inicialmente anunciado, mas continua abaixo dos limites considerados nocivos para a saúde e ambiente.
Apesar desta garantia, e por entre notícias não confirmadas de que o sismo, de 6,8 graus, terá provocado cerca de 50 avarias não especificadas naquela que é a maior central nuclear do Mundo, o presidente da Câmara local ordenou que as instalações permaneçam encerradas até serem garantidas todas as condições de segurança.
Os responsáveis da central admitiram que “não esperavam” um sismo tão grande e vão investigar se a central foi construída em cima de alguma falha sísmica.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)