Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Fundamentalismo é mau

Bento XVI condenou ontem, na Universidade de Regensburg, o fundamentalismo religioso, afirmando que a jihad (guerra santa) do Islão é contra Deus e que defender a fé com a violência é uma coisa “irracional”.
13 de Setembro de 2006 às 00:00
O papa salientou as contradições entre o Islão moderado e o fanático, convidou a um diálogo entre religiões e culturas e advertiu que as “culturas profundamente religiosas” – uma referência velada ao Islão – vêem na exclusão de Deus cada vez mais um facto consumado no Ocidente, “um ataque” às suas convicções mais íntimas.
Muitos dos 250 000 peregrinos que assistiram à missa campal celebrada pelo Papa Bento XVI, ontem, nos arredores de Regensburg, aproveitaram a noite para fazerem a viagem até ao campo de Isling, onde decorreu a cerimónia.
A visita papal está a ser considerada um verdadeiro acontecimento histórico, atraindo muitos católicos de países vizinhos da Alemanha, como República Checa, Itália e Polónia. No meio do mar de bandeiras amarelas e brancas, do Vaticano, e brancas e azuis, da Baviera, podiam ver-se também algumas de outros países. Os bávaros mostraram-se muito orgulhosos do “seu” Bento: o Papa foi professor de Teologia na Universidade de Regensburg entre 1969 e 1977.
Entre a multidão, muitos tiravam fotos para ficar com a recordação da colina artificial construída para instalar o altar sobre o qual foi celebrada a missa. “Queríamos de qualquer forma ver o Papa. É uma coisa que não podemos fazer com frequência”, disse a estudante Katharina Wech, que chegou ao local com a amiga Madeleine Almer. Estavam vestidas com o ‘dirndl’, o traje típico da região. “Faz parte da tradição da Baviera e hoje é um dia de festa”, acrescentou a jovem.
Durante a missa, Bento XVI agradeceu às pessoas que nos últimos meses pintaram as fachadas das casas, colocaram novas cercas e enfeitaram os jardins: “Que Deus lhes pague”, disse.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)