Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

G8: Coreia do Norte pode enfrentar mais sanções

Os líderes do G-8 avisaram a Coreia do Norte que poderá enfrentar mais sanções se continuar a ameaçar a estabilidade da região com actos provocatórios como o do lançamento, falhado, de um míssil de longo alcance, em Abril.
20 de Maio de 2012 às 12:45
Antes, no começo do dia, o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, estimulou os líderes do G8 a implementar medidas de crescimento económico que potenciem o desenvolvimento dos Estados e a criação de emprego
Antes, no começo do dia, o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, estimulou os líderes do G8 a implementar medidas de crescimento económico que potenciem o desenvolvimento dos Estados e a criação de emprego FOTO: Reuters

Os membros do G8 - Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Rússia e Grã-Bretanha - cumprem neste domingo o segundo e último dia de uma cimeira que estão a realizar em Camp David, no estado norte-americano de Maryland.

Na declaração, os líderes mostram-se ainda preocupados com o programa nuclear da Coreia do Norte, incluindo o programa de enriquecimento de urânio.

"Afirmamos a nossa vontade de chamar o Conselho de Segurança das Nações Unidas a intervir em resposta a actos adicionais (da Coreia do Norte), incluindo lançamento de mísseis e testes nucleares", lê-se no documento.

A Coreia do Norte não respondeu de imediato ao aviso do G8.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas impôs sanções contra a Coreia do Norte depois dos seus primeiros testes nucleares, em 2006, e intensificou-as depois do segundo teste nuclear, em 2009.

No início do mês, a Coreia do Norte ameaçou reforçar seu arsenal nuclear a qualquer custo.

g8 coreia do norte nuclear mísseis onu
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)