Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Ganha 70 milhões na lotaria durante divórcio e é obrigado a dar metade à mulher

Richard Anthony Zelasko gastou 88 cêntimos no bilhete de lotaria.
22 de Junho de 2019 às 15:48
Lotaria
Lotaria
Lotaria
Lotaria
Lotaria
Lotaria
Lotaria
Lotaria
Lotaria

Um homem que ganhou, durante o divórcio, um jackpot de 70 milhões de euros na lotaria Mega Million, em 2013, foi obrigado, pelo tribunal, a dar metade dos seus ganhos à ex-mulher.

Richard Anthony Zelasko, de Michigan, nos EUA, foi informado de que deveria dividir o dinheiro com a esposa, Mary Elizabeth, de 48 anos, após um juiz considerar o prémio como propriedade conjugal.

O casal que esteve casado entre o ano de 2004 a setembro de 2011, entrou em processo de divórcio, segundo documentos judiciais.

Dois anos depois, Richard ganhou um prémio da lotaria Mega Millions no valor de 70 milhões de euros, que chegou a 33 milhões de euros depois de impostos e deduções.

Apesar de o casal estar separado no momento em que o ingresso foi comprado, o juiz determinou que os ganhos deveriam ser partilhados, pois este não era o primeiro bilhete de lotaria que o homem teria comprado durante o casamento.

De acordo com o jornal britânico The Mirror, o tribunal considerou: "As perdas durante o casamento foram sentidas em conjunto, por isso os ganhos devem ser partilhados em conjunto".

O juiz John Mills disse em sua decisão: "É verdade que o réu gastou 88 cêntimos para comprar o bilhete de lotaria premiado, no entanto, os cêntimos gastos eram dinheiro conjugal e, como tal, um investimento conjunto".

Em 2013, Mary Elizabeth recebeu 13 milhões de euros do dinheiro da lotaria e, em 2014, recebeu pagamentos mensais de pensão alimentar de mais de sete mil euros.

Os dois lutam há seis anos com o dinheiro, mas a decisão foi confirmada a 13 de junho de 2019.

tribunal divórcio lotaria prémio
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)