Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Gémeas podem estar na Córsega

O pai que há mais de uma semana levou as gémeas Alessia e Livia da casa da mãe, em Saint-Sulpice (Suíça), poderá ter pago a alguém para ficar com as meninas ou para as matar. Estas são duas das hipóteses que as polícias dos três países por onde Matthias Schepp passou antes de se suicidar estão a investigar. Certo parece ser que as meninas viajaram de barco para a Córsega com o pai.
8 de Fevereiro de 2011 às 00:30
As gémeas foram levadas de casa da mãe pelo pai
As gémeas foram levadas de casa da mãe pelo pai FOTO: Dominique Favre/EPA

Matthias, recorde-se, suicidou--se na passada sexta--feira, atirando-se para debaixo de um comboio em Cerignola, Itália. Das gémeas, que levara de casa da mãe no domingo anterior, nada se sabe. A última vez que as meninas, de seis anos, foram vistas foi na terça-feira, em Marselha, onde o pai comprou três bilhetes de barco para a Córsega. A polícia acredita que as meninas embarcaram com o pai nesse mesmo dia, apesar de ninguém no ferry se lembrar delas.

Antes de embarcar, Matthias levantou 7500 euros do banco, mas quando o seu corpo foi encontrado, em Itália, tinha no bolso cerca de 100 euros. A polícia acredita que terá pago a alguém, possivelmente na Córsega, para ficar com as meninas mas desconhece-se se ele pagou para essa pessoa cuidar delas ou para as matar. Apesar disto, a polícia helvética efectuava ontem buscas, de helicóptero, no Lago Genebra.

Ao que parece, tanto o pai como as meninas não têm qualquer ligação a Córsega, à excepção de umas férias ali passadas. Matthias foi visto num restaurante de Nápoles, Itália, horas antes do suicídio. Antes, tinha enviado um SMS à mãe das gémeas, de quem estava separado, a dizer que não se preocupasse com as filhas.

GÉMEAS CÓRSEGA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)