Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Georgieva avança contra Guterres

Alemanha prefere candidatura de mulher do leste europeu.
Ricardo Ramos 29 de Setembro de 2016 às 09:04
Alemanha prefere candidatura de mulher do leste europeu.
A Bulgária anunciou esta quarta-feira a candidatura de Kristalina Georgieva, atual vice-presidente da Comissão Europeia, ao cargo de Secretário-Geral das Nações Unidas, cedendo assim ao desejo da chanceler alemã Angela Merkel de fazer avançar um candidato forte do Leste Europeu para uma corrida que, até ao momento, tem sido dominada por António Guterres.

O antigo primeiro-ministro português venceu categoricamente todas as cinco primeiras votações no Conselho de Segurança apesar das pressões para a escolha de uma mulher, que seria a primeira a ocupar o prestigiado cargo.

Uma das favoritas iniciais era a búlgara Irina Bokova, mas a sua prestação dececionante levou a Alemanha, que desde o início apostou numa mulher do Leste para o cargo - a manobrar nos bastidores para a Bulgária trocar de candidata, avançando com o nome de Georgieva, tida como uma fortíssima candidata.

O governo búlgaro mostrou inicialmente alguma relutância em trocar de candidata - algo inédito na corrida à liderança da ONU - mas avisou que poderia rever a posição se Bokova não ficasse em primeiro ou segundo lugar na votação de passada segunda-feira.

Foi o que aconteceu: Guterres voltou a vencer e a ex-diretora da UNESCO ficou em sexto lugar, levando o governo de Sófia a retirar-lhe ontem o apoio e a anunciar e entrada de Georgieva na corrida.

A próxima votação - a primeira em que os votos dos membros permanentes do Conselho de Segurança (EUA, Reino Unido, Rússia, França e China) será tida em conta - está marcada para a próxima quarta-feira e será o primeiro grande teste ao favoritismo de Guterres.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)