Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Gerente de condomínio liga para o 112 porque homem entrou na piscina de meias

Vídeo foi partilhado no Facebook mais de 9000 vezes.
7 de Julho de 2018 às 18:27
Camry Porter
Camry Porter
Camry Porter
Camry Porter
Camry Porter
Camry Porter
Camry Porter
Camry Porter
Camry Porter
Camry Porter
Camry Porter
Camry Porter
Uma gerente de um complexo de apartamentos no Tennessee, Estados Unidos, ligou para o 112 porque um homem de raça negra entrou na piscina do condomínio com meias vestidas. 

Erica Walker tentou expulsar o indíviduo que se encontrava com a namorada e os dois afilhados a aproveitar o bom tempo no dia 4 de julho, dia da independência dos Estados Unidos, porque este mergulhou os pés com meias na piscina.

A gerente ameaçou contactar as autoridades caso ele não retirasse os pés da água. A
 atitude gerou indignação e Camry Porter, namorada do homem, decidiu gravar o momento em que Walker avança para o homem numa discussão acesa alegando que as meias são "contra o traje adequado da piscina". 

De acordo com as imagens, Erica ligou para o 112 porque o indíviduo afirmou que não iria retirar os pés da água. 

O vídeo foi partilhado mais de 9000 vezes no Facebook e, ao que parece, esta pode não ter sido uma atitude relacionada com o que o homem vestia, mas sim uma questão racial.
 
"Quando nós caminhamos para a área da piscina principal, eramos a única família negra", escreve a mulher no Facebook.

Walker argumentou que os chapéus também estavam banidos da lista de itens da piscina, no entanto, vários amigos seus usavam chapéus dentro e fora da piscina. 

A jovem afirma que o incidente se tratou de uma questão de raça pois a gerente não abordou mais ninguém. 

"São mais de 30 pessoas brancas aqui e não lhes disse nada - está a festejar com elas. Mas assim que chegamos já é um problema", afirma Porter.
Após uma investigação do incidente, foi confirmado que Erica Walker tinha agido inapropriadamente e foi despedida, segundo avança o jornal Daily Mail.


Camry Porter Erica Walker gerente Tennessee Estados Unidos Facebook política racismo
Ver comentários