Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Gestor suicida-se

Um dos principais gestores do banco HSBC foi encontrado morto num hotel de cinco estrelas londrino. O homem, de nacionalidade dinamarquesa, ter-se--á suicidado por enforcamento.
22 de Dezembro de 2008 às 00:30
Christen Schnor, aqui com a amiga Nicole Vseticka durante uma viagem de esqui, tinha funções de gestão no banco HSBC.
Christen Schnor, aqui com a amiga Nicole Vseticka durante uma viagem de esqui, tinha funções de gestão no banco HSBC. FOTO: direitos reservados

De acordo com o site do jornal britânico ‘Daily Mail’, na madrugada da passada quarta-feira um funcionário do hotel deparou-se com Christen Schnor, de 49 anos, nu, num quarto da unidade hoteleira. Ao que tudo indica, o gestor do HSBC, um dos bancos mais afectados no âmbito do esquema multimilionário de fundos fraudulentos protagonizado pelo financeiro norte-americano Bernard Madoff, suicidou-se com um cinto no roupeiro da sua dispendiosa suite. Junto ao cadáver estava uma nota de suicídio escrita em dinamarquês, cujo conteúdo não foi divulgado.

O gestor bancário, que trabalhava na capital britânica, havia arrendado, não muito longe do hotel, um apartamento de quatro assoalhadas para a mulher, Marianne, e os dois filhos. Ao que parece, Schnor estava alojado no hotel, a expensas do banco para o qual trabalhava, devido a obras no apartamento da família.

A Polícia Metropolitana, que não suspeita de crime de homicídio, está a tentar localizar familiares do gestor, que, de acordo com um colega do mesmo banco, parecia um homem tranquilo, não sujeito a qualquer tipo de pressão. Descrito como um homem "rico e independente", com um salário de seis dígitos, Schnor tinha responsabilidades na gestão do HSBC, não apenas no Reino Unido, mas também no Médio Oriente e Malta. Pertencia ao comité executivo do banco.

Schnor tinha uma página pessoal na rede social Facebook, através da qual, no mês passado, uma amiga, Nicole Vseticka, gestora na empresa de serviços financeiros UBS, na Suíça, lhe enviou uma mensagem de aniversário. "Feliz Aniversário, Chris! Espero que tenhas um excelente dia. Tudo de bom no ano que vem. Espero notícias tuas para breve. Cumprimentos, Nicole."

PORMENORES

NOTA DE SUICÍDIO

Christen Schnor, de 49 anos e nacionalidade dinamarquesa, foi encontrado nu num quarto de uma unidade hoteleira londrina de cinco estrelas. Suicidou--se com um cinto no roupeiro da sua suite. Junto ao cadáver estava uma nota de suicídio.l facebook

O gestor bancário dinamarquês tinha uma página pessoal no Facebook. Através da rede social, uma amiga de Schnor, Nicole Vseticka, gestora na empresa de serviços financeiros UBS, na Suíça, enviou-lhe, no passado mês de Novembro, uma mensagem de aniversário.

l mistério

A causa do alegado suicídio de Schnor está envolta em mistério. Até ontem, não havia qualquer dado explícito que indicasse que a morte do gestor bancário estivesse relacionada com a megafraude do caso Madoff. No entanto, é uma hipótese em aberto.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)