Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Gonçalo Amaral diz que suspeito do desaparecimento de Maddie é "quase igual" a Gerry McCann

Ex-inspetor da Polícia Judiciária desmente recentes notícias da imprensa britânica que davam conta de um suspeito alemão.
Correio da Manhã 2 de Dezembro de 2019 às 21:04
Madeleine McCann
Gerry e Kate McCann
Madeleine McCann
Gerry e Kate McCann
Madeleine McCann
Gerry e Kate McCann

Gonçalo Amaral, ex-inspetor da Polícia Judiciária que foi responsável pela investigação ao desaparecimento da menina britânica Madeleine McCann, desmentiu as mais recentes notícias - por parte da imprensa britânica - que davam conta de que a investigação se foca agora num suspeito alemão. 

De acordo com o ex-inspetor, em entrevista à rede de televisão espanhola Cuatro, este novo suspeito, um condenado por pedofilia na Alemanha que matou três das suas vítimas, não é o homem que está na mira da polícia

"Neste momento, fala-se de um pedófilo alemão que está condenado a prisão perpétua. Matou crianças e foi divulgado na imprensa britânica. Só que o que sei é que não é esse homem. É outro", afirma Gonçalo Amaral. 

Este outro indicado pelo antigo inpetor também está detido na Alemanha e também ele é pedófilo. Segundo o mesmo, o homem foi sinalizado após ter falado sobre Maddie numa sala de conversação privada (chat) de pedofilia. 

Amaral sublinhou ainda um novo dado sobre o alemão sinalizado: "É parecido, quase igual, a Gerry McCann [pai de Madeleine]". 

Madeleine tinha apenas três anos quando desapareceu de um resort de férias no Algarve a 3 de maio de 2007. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)