Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Governo acompanha luso-chinês condenado

Portugal vai acompanhar o caso do cidadão luso-chinês condenado à morte por tráfico de droga na China, garantiu esta sexta-feira o secretário de Estado das Comunidades, António Braga.
3 de Abril de 2009 às 12:09
Lau Fat Wai tem dupla nacionalidade
Lau Fat Wai tem dupla nacionalidade FOTO: Lusa

"Continuamos a acompanhar o caso, nomeadamente em contacto com o advogado do cidadão e com os serviços de protecção consular", afirmou o governante, acrescentando que já foi apresentado pelos representantes jurídicos na China um recurso, com efeitos suspensivos, contra a condenação à morte.

Ontem ao terminar uma visita à China, o ministro da Justiça, Alberto Costa, já tinha afirmado que "Portugal não abandona os seus cidadãos nacionais e em relação àqueles que detenham a nacionalidade portuguesa, manifestaremos sempre através de iniciativas todo o nosso empenho no sentido de evitar a concretização de condenações à morte".

Entretanto, fonte da fronteira chinesa revelou que Lau Fat Wai entrou na China "com documentos que são concedidos aos cidadãos chineses".

 

Em Macau é normal um cidadão chinês de nacionalidade portuguesa ter documentos de identificação chineses que facilitam a entrada no país, sem ser preciso a obtenção de vistos. 

Maior parte das cerca de 130.000 pessoas registadas no Consulado-Geral de Portugal em Macau é de etnia chinesa, uma vez que a China não reconhece a dupla nacionalidade aos cidadãos chineses.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)