Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Governo e rebeldes acusam-se de adiar negociações de paz

Troca de prisioneiros decorreu na sexta-feira.
27 de Dezembro de 2014 às 19:59
Três militares ucranianos ficaram feridos nas últimas 24 horas
Três militares ucranianos ficaram feridos nas últimas 24 horas FOTO: Roman Pilipey/EPA

As autoridades ucranianas e os separatistas pró-russos acusaram-se este sábado mutuamente de adiar o reinício das negociações para o fim do conflito no leste da Ucrânia, depois da troca de prisioneiros que decorreu na sexta-feira. 


"No processo negociador, os terroristas têm uma postura que não é construtiva, arrastam as negociações e recorrem a provocações", declarou o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional e Defesa da Ucrânia, Andréi Lisenko. 


Segundo o responsável, três militares ucranianos ficaram feridos nas últimas 24 horas na zona do conflito, apesar da trégua em vigor desde dia 9. 



ucrânia governo rebeldes negociações paz
Ver comentários