Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Grécia já admite cenário de rutura

Governo grego ultima lista de medidas.
Isabel Faria 28 de Março de 2015 às 09:41
Primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, apresentou esta sexta-feira lista de novas medidas
Primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, apresentou esta sexta-feira lista de novas medidas FOTO: Alkis Konstantinidis/Reuters

O governo grego ultimou ontem a muito aguardada lista de reformas em que se compromete a aplicar medidas de combate à evasão fiscal e promover o crescimento da economia em 1,4% ainda este ano, mas admitiu estar pronto "para uma rutura", caso não corram bem as negociações entre Atenas e os representantes das instituições credoras.

O aviso foi feito pelo ministro-adjunto das Relações Económicas Internacionais, Euclid Tsakalotos, em entrevista televisiva no dia em que a Grécia anunciou reformas que visam ainda aumentar as receitas do Estado em três mil milhões de euros, reformar o sistema judicial e continuar as privatizações em curso.

A lista será agora analisada pela União Europeia e pelo FMI e terá depois de ser aprovada pelos ministros das Finanças da Zona Euro para que seja desbloqueada a última tranche de 7,2 mil milhões de euros.

Apesar de os credores internacionais mostrarem disponibilidade, o presidente do Bundesbank (Banco Central da Alemanha) advertiu que o risco de incumprimento por parte da Grécia continua a ser grande. À revista Focus’, Jens Weidmann frisa: "Quando um Estado-membro da União Monetária concorda que não pode cumprir as suas obrigações e suspende os pagamentos aos credores, não se pode evitar uma insolvência desordenada." Avisa ainda que "as consequências sociais e económicas seriam graves. E tudo menos recomendáveis".
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)