Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Greta Thunberg irrita ferroviária alemã e leva resposta

Empresa acusa ativista de mentir sobre viajar em “comboios sobrelotados”.
Marco Fonseca Pereira 17 de Dezembro de 2019 às 08:08
Greta Thunberg
Ativista Greta Thunberg acusa países de procurarem desculpas para poluir
Greta Thunberg em Lisboa
Greta Thunberg
Ativista Greta Thunberg acusa países de procurarem desculpas para poluir
Greta Thunberg em Lisboa
Greta Thunberg
Ativista Greta Thunberg acusa países de procurarem desculpas para poluir
Greta Thunberg em Lisboa
A ativista ambiental sueca Greta Thunberg foi criticada pela empresa ferroviária estatal alemã depois de ter partilhado no Twitter uma fotografia em que aparece sentada no chão de um comboio "sobrelotado", dando a entender que viajava sem lugar.

"A viajar em comboios sobrelotados pela Alemanha. Finalmente a caminho de casa", podia ler-se no tweet publicado pela jovem no sábado. A empresa Deutsche Bahn (DB) respondeu inicialmente com um pedido de desculpas, mas decidiu depois apagar a publicação.

Numa nova resposta, a ferroviária criticou Greta por não ter reconhecido o esforço da empresa para lhe conseguir um lugar em primeira classe, afirmando que a ativista de 16 anos viajou sentada entre as cidades de Kassel e Hamburgo.

Depois de a resposta da empresa ter gerado dúvidas sobre se Greta estaria a mentir, a jovem lembrou que só conseguiu um lugar após quatro horas de viagem. "Isto não é obviamente um problema", escreveu Greta, defendendo que os comboios sobrelotados são um sinal de que existe procura pelas viagens menos poluentes.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)