Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

GREVES LEVAM CAOS A SÃO PAULO

Os 20 milhões de habitantes na área metropolitana de São Paulo enfrentaram ontem o segundo dia de caos absoluto, na sequência da greve no metropolitano e de manifestações contra a política económica e a proposta de mudança na lei das reformas do presidente Inácio Lula da Silva.
19 de Junho de 2003 às 00:00
Sucedem-se as manifestações contra Lula
Sucedem-se as manifestações contra Lula FOTO: Maurício Lima
Aproveitando reivindicações salariais para exibirem o primeiro 'cartão vermelho' ao governo, os trabalhadores do metro mantiveram a greve iniciada terça-feira, deixando dois milhões e meio de passageiros sem transporte. Resultado: nas ruas da maior cidade da América do Sul estiveram ontem quase um milhão de carros a mais que nos dias normais.
Professores, estudantes e metalúrgicos levaram igualmente a cabo manifestações na cidade. Cada uma não contou com mais de mil pessoas mas a sua localização em vias estratégicas e em hora de ponta fez com que São Paulo batesse o recorde de congestionamento do ano. Mas os protestos têm-se repetido nos últimos dias um pouco por todo o Brasil, numa reacção popular cada vez mais abrangente contra a política recessiva adoptada pelo presidente desde que assumiu o poder, em Janeiro.
PRÉMIO EM MADRID
A nível externo, Lula continua, no entanto, 'em alta'. Ontem distinguido com o Prémio Príncipe das Astúrias para a Cooperação Internacional pela vontade que demonstrou para construir pontes de cooperação internacional.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)