Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

GRUPO AMEAÇA MATAR FAMILIARES DE PM IRAQUIANO

Um grupo armado iraquiano anunciou ontem ter sequestrado três familiares do primeiro-ministro Iyad Allawi e ameaçou decapitá-los dentro de 48 horas se o governo iraquiano não mandar suspender a ofensiva norte-americana contra a cidade de Falluja.
11 de Novembro de 2004 às 00:00
Iyad Allawi
Iyad Allawi FOTO: d.r.
Uma exigência impossível de satisfazer, até porque, ontem à tarde, 70 por cento daquele bastião da resistência já estava nas mãos dos ‘marines’, que esperam controlar toda a cidade até ao final da semana.
Ghazi Allawi, primo direito do primeiro-ministro Iyad Allawi, foi levado da sua casa em Bagdad por homens armados na terça-feira à tarde, juntamente com a esposa e a nora. Numa declaração colocada num site islâmico da internet, o grupo Ansar al-Jihad (Apoiantes da Guerra Santa) reivindicou o sequestro e deu a Allawi um prazo de 48 horas para ordenar o fim da ofensiva contra Falluja. Os militantes exigem ainda a libertação de todos os terroristas detidos pelo governo e ameaçam decapitar os familiares de Allawi se as suas exigências não forem cumpridas.
O gabinete do primeiro-ministro iraquiano recusou ceder às exigências dos terroristas e prometeu perseguir os responsáveis.
IRAQUIANOS PRISIONEIROS
As forças dos EUA ocuparam ontem o edifício da Câmara Municipal de Falluja, bem como outros pontos estratégicos, e afirmam controlar 70 por cento da cidade, tendo encontrado menos resistência que o esperado. Os combate mais violentos ocorreram ontem de manhã no bairro de Jolan, principal ‘base’ da resistência.
Aliás, os rebeldes continuam a oferecer forte resistência. Ontem, foi tornado público um vídeo com alegados 20 membros da guarda nacional iraquiana que terão sido capturados pelos rebeldes em Falluja. No vídeo, vêem-se rebeldes com máscaras e com armas apontadas a um grupo de prisioneiros com uniformes da Guarda Nacional.
Os rebeldes parecem apostar forte na táctica dos ‘snipers’ que têm sido o principal obstáculo à progressão das tropas norte-americanas e das suas aliadas iraquianas, que ontem descobriram na cidade uma casa onde terão sido executados vários reféns sequestrados pelos terroristas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)