Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

GRUPO DE BATALHA ZARPA PARA O MEDITERRÂNEO

O grupo de batalha do porta-aviões norte-americano “USS Harry S. Truman” zarpou da sua base em Norfolk, Virginia, Estados Unidos da América, com destino ao Mar Mediterrâneo, numa missão classificada de rotina mas que os marinheiros sentem ser de guerra.
5 de Dezembro de 2002 às 19:42
USS Harry S. Truman
USS Harry S. Truman
Os 8 mil marinheiros dos 12 navios de guerra que constituem o grupo de batalha sabem que vão a caminho de águas calmas, mas o ambiente a bordo é de extrema ansiedade. Oficialmente, o “USS Harry S. Truman” inicia uma missão de rotina, coma duração de seis meses, e vai render o “USS George Washington” (que recentemente passou pelo Tejo), mas dado o contexto político a respeito do Iraque, é normal que ambos os grupos de batalha permaneçam na região. “É uma rotação normal, mas sabemos que a situação está quente”, comentou um oficial de segunda classe. O comandante da flotilha, almirante John Stufflebeem, declarou que a sua tripulação está preparada para receber qualquer ordem do presidente George W. Bush.

O “USS Harry Truman” é um porta-aviões jovem e moderno, com apenas seis anos de serviço, e iniciou hoje a sua segunda missão operacional. A partida aconteceu às 10h00 locais (15h00 em Lisboa). Vários navios do grupo de batalha estão equipados com mísseis cruzeiro (que podem atingir alvos no Iraque a partir das águas do Mediterrâneo) e o porta-aviões vai receber a bordo – amanhã ou sábado – uma esquadra de combate, composta por aviões F-14 Tomcat, F/A-18 Hornet, E-2C Hawkeys e EZ-6B Prowlers.
Ver comentários