Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Guiné-Bissau: Três mortos durante instrução militar

A última vítima tinha seis filhos.
14 de Novembro de 2013 às 12:20
A morte deste oficial vem juntar-se às de Lino Nantchongo e de Maria Man
A morte deste oficial vem juntar-se às de Lino Nantchongo e de Maria Man FOTO: Agência Lusa

Subiu para três o número de mortos vítimas de violência durante a instrução militar, em outubro, na Guiné-Bissau, denunciou a Liga Guineense dos Direitos Humanos (LGHD).

Nas últimas semanas, a LGDH e a Organização das Nações Unidas (ONU) já tinham condenado o registo de, pelo menos, uma morte e vários feridos no centro de formação de Cumeré, junto à capital.

A liga anunciou, esta quinta-feira, a morte de Armando Pombo, capitão afeto ao aquartelamento de engenharia militar, com seis filhos, que faleceu na quarta-feira.

"A morte deste oficial vem juntar-se às de Lino Nantchongo e de Maria Man, ambos elementos da Guarda Nacional, que também foram vítimas dos mesmos atos perpetrados durante a formação dos agentes militares e paramilitares", refere a LGDH.

guiné-bissau violência instrução militar mortos liga guineense dos direitos humanos armando pombo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)