Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Guterres estreia-se no Uganda

O Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, o ex-primeiro-ministro português António Guterres, assinala hoje o Dia Mundial do Refugiados com uma visita a vários campos de refugiados no norte do Uganda, naquela que é a sua primeira deslocação oficial desde que tomou posse, na semana passada.
20 de Junho de 2005 às 00:00
Guterres vai conhecer de perto o drama dos refugiados
Guterres vai conhecer de perto o drama dos refugiados FOTO: Hudson Aounyo/Reuters
Guterres vai visitar os campos de Imvepi e Ikafe, nas imediações da localidade de Madi Okollo, onde se encontra instalada a maior parte das mais de 200 mil pessoas que fugiram ao conflito no vizinho Sudão. O Alto Comissário deverá ainda deslocar-se ao campo de acolhimento de novos refugiados sudaneses de Palorinya e a um outro campo onde estão alojados civis ugandeses que foram obrigados a abandonar as suas casas junto à fronteira devido às constantes incursões dos rebeldes sudaneses.
Nesta sua primeira missão oficial, Guterres vai inteirar-se do trabalho que está a ser feito nos campos geridos pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e ouvir de pertos os relatos de sofrimento e coragem de muitos dos que ali procuraram abrigo.
A ‘Coragem de ser Refugiado’ foi precisamente o tema escolhido por António Guterres para dar o mote às comemorações deste Dia Mundial do Refugiado. “Ainda que cada refugiado tenha a sua própria história e viva o seu próprio drama, todos têm em comum uma coragem excepcional”, afirmou o novo Alto Comissário numa mensagem alusiva à data.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)