Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

HAMAS DISPOSTO A ACABAR COM ATAQUES

O primeiro-ministro palestiniano, Mahmoud Abbas, que ontem se encontrou com o seu homólogo israelita, Ariel Sharon, em Jerusalém, está determinado a acabar com a violência terrorista, uma das exigências do Roteiro da Paz. Abbas, também conhecido por Abu Mazen, vai reunir-se na próxima semana com representantes do Hamas para negociar o cessar-fogo e, ao que parece, aquele movimento está receptivo em pôr termo a ataques contra Israel.
30 de Maio de 2003 às 00:00
Tiroteio israelita em Rafah. Mazen quer retirada
Tiroteio israelita em Rafah. Mazen quer retirada FOTO: Mohammed Abed
Em declarações à Rádio pública israelita, um destacado dirigente do Hamas, Mahmud Azahar, adiantou que tudo estará sobre a mesa no encontro com Abu Mazen, nomeadamente se o fim dos ataques será só em Israel ou se abrangerá alvos israelitas nos territórios palestinianos.
Em princípio, o Movimento da Resistência Islâmica (Hamas) - que integra a lista dos grupos terroristas dos EUA - mostra-se receptivo e afirma que o cessar-fogo será possível se Abu Mazen realizar as suas 'aspirações nacionais'. Mas as negociações não se afiguram fáceis, já que o líder espiritual do Hamas, o 'todo-poderoso' Ahmed Yassin, advertiu já o líder palestiniano que o grupo só deporá armas quando for declarado o Estado palestiniano.
Recorde-se que o fim do terrorismo palestiniano, a retirada da presença militar israelita nos territórios palestinianos bem como o congelamento da expansão dos colonatos constam da primeira fase do Roteiro da Paz que, Mazen e Sharon discutiram ontem na residência do líder israelita. Mazen está empenhado em pôr fim ao terrorismo, mas exige a implementação imediata do plano de paz promovido pelos EUA, União Europeia, Rússia e ONU.
Ver comentários