Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Haniyeh quer acabar com armas na rua

O primeiro-ministro palestiniano, Ismail Haniyeh, revelou este sábado que vai procurar para restabelecer o clima de calma, depois dos sangrentos confrontos inter-palestinianos de sexta-feira na Faixa de Gaza.
1 de Abril de 2006 às 13:56
“O governo vai pôr termo ao caos na segurança através da lei e da ordem e retirando os civis armados da rua para acabar com esta situação perigosa”, afirmou Haniyeh a jornalistas, acrescentando: “Há uma escalada contra o povo palestiniano que visa dobrá-lo assim como ao governo”.
Recorde-se que o novo Governo do Hamas reuniu-se sexta-feira à noite de emergência, depois da morte de quatro pessoas em actos de violência entre facções, e prometeu terminar com as exibições públicas de armas na caótica Faixa de Gaza.
A reunião seguiu-se a um dia de agitação causada pela morte de Abu Yussef Al-Guga, um militante palestiniano ligado ao Hamas, na explosão de um carro. Os seus companheiros responsabilizam as forças de segurança ligadas ao movimento rival Fatah pela sua morte.
O ministro da Informação palestiniano, Yusef Rizka, disse que o Governo decidiu formar uma comissão para investigar a morte de Abu Yussef e prometeu “tirar todas as armas das ruas”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)