Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Harry lembra a guerra

Para além de muita música, a memória de Diana no dia em que completaria 46 anos, mobilizou também políticos como Tony Blair e Bill Clinton, dois confessos admiradores da ‘Princesa do Povo’. Em Wembley, foram exibidas mensagens do ex-primeiro ministro britânico e do presidente dos EUA entre 1992 e 2000
2 de Julho de 2007 às 00:00
Mas a emoção foi mais forte quando o mais novo dos príncipes, Harry, de 22 anos, lembrou os seus companheiros de armas em missão no Iraque.
“Estou verdadeiramente desolado por não estar ao vosso lado”, afirmou o segundo filho de Diana que, por motivos políticos, acabou por não acompanhar o regimento em que fez a recruta militar na sua deslocação para Bassorá, no sul do Iraque. “Tomai cuidado convosco”, apelou ainda.
O peso da guerra no Médio Oriente fez-se ainda sentir nas medidas de segurança que rodearam o ‘Concert for Diana’, no novo Estádio de Wembley, em Londres. A detecção de vários atentados e o caso de Glasgow levaram à mobilização de de mais de 450 polícias e diversos meios, ao ponto de residentes nas imediações se queixarem no site do jornal ‘Daily Mail’ do excesso de barulho de sirenas e das barreiras policiais.
A primeira apresentação coube a William, segundo na linha de sucessão do trono após o seu pai, príncipe Carlos. “Este espectáculo tem tudo o que a nossa mãe amava na vida – a música, a dança, as suas acções de beneficência, a sua família e os amigos”, lembrou aos 65 mil espectadores presentes.
O concerto, transmitido em directo para 145 países, teve como um dos pontos altos a actuação da luso-canadiana Nelly Furtado que levou os príncipes a levantar-se e a dançar. Para além de Elton John, brilharam Josse Stone, Brian Ferry, o English National Ballet e vários intérpretes de musicais de Andrew Lloyd Webber.
BEIJO PARA CHELSY E DISTÂNCIA COM KATE
Os irmãos William e Harry tiveram comportamentos afectivos diferentes diante do público presente no Estádio de Wembley. Apesar das últimas notícias referirem um arrefecimento na relação sentimental do príncipe mais novo com a sua amiga sul-africana, os dois agiram como namorados. Harry, muito feliz, teve vários gestos de carinho e beijou mesmo Chelsy sob intensos disparos de flashes. Já William, o mais velho, manteve uma firme distância de Kate Middleton, com quem teve planos de vida em comum , mas ontem esteve divertida duas filas atrás dele. E não se falaram.
SEGREDOS DE DIANA: O ENCANTO DA MÁ ALUNA
Para a irmã mais velha, Sarah, de 22 anos, o príncipe Carlos era um conforto. Os dois conheceram-se durante as corridas de Royal Ascot, no início do Verão de 1977, meses depois dele regressar do tirocínio na Marinha. Sarah tivera um desgosto de amor e sofria de anorexia.
O príncipe revelou-se um amigo consolador. Interessou-se pela recuperação com uma ternura que manifestamente não teve quando, anos mais tarde, Diana, já sua mulher, se queixou de bulimia.
Entre Sarah e Carlos chegou a existir um romance misericordioso. Foi para a arrebitar que ele decidiu, após o 29.º aniversário, em meados de Novembro, passar uns dias em casa do conde Spencer, em Althorp. Contudo, Diana perturbou muito o programa.
A futura princesa era má aluna.
Na altura, Diana estava com os exames finais do ensino secundário à porta. Prestou provas em West Heath, em Dezembro de 77, e reprovou em todas as disciplinas do ‘O-level’. Nem antes, nem depois os chumbos a apoquentaram. Na família, só o irmão mais novo, Charles, então com três anitos, chegou ao Ensino Superior. O sonho de Diana era diferente e pressentiu-o na primeira vez que encontrou Carlos. À parte dos relatos excitados à professora de piano não há testemunhos do que se passou.
Os biógrafos só recordam que, consciente do seu fracasso como estudante, Diana cultivava outros dotes. Gostava de se maquilhar e sabia como encantar. Saiu como futura vencedora daquela visita de Carlos a Althorp. O príncipe ficou apanhado pela sua frescura. Um ano depois convidou-a com grande surpresa para a sua festa dos 30 anos. Tinha ela 17 anos e conversa de adolescente. Mas ele já a tinha debaixo de olho.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)