Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Herdeiro do trono do antigo reino da Líbia pronto a servir o povo"

O herdeiro do trono do antigo reino da Líbia, Mohammed al-Senussi, no exílio há mais de 20 anos, declarou-se "pronto a servir" o seu país se o povo quiser, numa entrevista ao semanário alemão Die Zeit.
24 de Agosto de 2011 às 14:36
Em 1969 Muammar Kadhafi afastou do poder o rei Idriss I
Em 1969 Muammar Kadhafi afastou do poder o rei Idriss I FOTO: Ismail Zitouni/Reuters

"É o povo que deve decidir", disse Mohammed al-Senussi, 49 anos, reclamando "um Estado democrático", segundo um comunicado divulgado antes da publicação da entrevista na quinta-feira citada pela Lusa.

"Ver a bandeira da liberdade hasteada em Tripoli deixa-me muito feliz e orgulhoso do meu povo", afirmou.  

Al-Senussi declarou ter mantido nos últimos dias conversações com personalidades "oficiais" em França e considerou que a Líbia não corre o risco de ser um país ingovernável.  

"A Líbia não é o Afeganistão, o Iraque ou o Iémen. O sistema de clãs é totalmente diferente. Estes não querem o poder, querem uma vida razoável. Os líbios não são muçulmanos fanáticos", declarou.  

Al-Senussi é sobrinho-neto do rei Idriss I, destituído por Muammar  Kadhafi em 1969, e é filho de Hassan al-Senussi, designado em 1956 como príncipe herdeiro tendo falecido em 1992.  

Depois de ter continuado a viver na Líbia, a família exilou-se em 1986 tendo vivido nos Estados Unidos, na Grã-Bretanha e em França.

rei Idriss I Líbia Mohammed al-Senussi Muammar Kadhafi
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)