Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Históricos da ETA criticam terrorismo

Dois líderes históricos da ETA em cativeiro criticam a organização terrorista basca por ter posto fim ao cessar-fogo sem consultar “a maioria dos presos”.
23 de Fevereiro de 2008 às 00:30
José Luis Álvarez Santacristina (ou ‘Txelis’), antigo dirigente do aparelho político da ETA, e Kepa Pikabea, ex-dirigente do aparato militar, fazem estas considerações numa carta de 2007 divulgada agora pelo jornal ‘Notícias de Guipuzkoa’. Endereçada aos restantes radicais bascos detidos, a missiva anuncia a sua desvinculação da ETA para “seguir o seu próprio caminho” na luta pela autodeterminação do País Basco. A luta armada, afirmam, não permitirá “uma saída para o conflito que vive o País Basco”. Esta posição chega a público cinco dias depois dos reclusos da ETA terem tornado pública a expulsão dos dois antigos líderes etarras.
Ver comentários