Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Hollande: EUA e França vão intensificar ataques contra o EI

Presidente francês garante apoio a todos os que combatem o terrorismo.
24 de Novembro de 2015 às 18:48
O presidente francês, François Hollande
O presidente francês, François Hollande FOTO: Reuters

O Presidente francês, François Hollande, afirmou esta terça-feira, em Washington, que os Estados Unidos e a França decidiram intensificar os ataques aéreos contra o grupo extremista Estado Islâmico (EI) na Síria e no Iraque.

"Decidimos intensificar os nossos ataques na Síria, tal como no Iraque, ampliar o seu alcance, e reforçar as trocas de informações sobre os alvos que são visados", declarou Hollande, numa conferência de imprensa conjunta com o seu homólogo norte-americano, Barack Obama.

O chefe de Estado francês afirmou igualmente que Paris e Washington estão determinados "em apoiar todos aqueles que combatem no terreno" os 'jihadistas' do EI.

França não irá enviar tropas
Em declarações à comunicação social, François Hollande afirmou igualmente que França não irá enviar forças terrestres para a Síria.

"A França não irá intervir militarmente no terreno", disse Hollande, ao lado do seu homólogo norte-americano.

"Isso cabe às forças locais fazê-lo. São as forças locais que (...) já estamos a ajudar há vários meses que vão fazer esse trabalho no terreno, depois das nossas ações assim o permitirem", reforçou o líder francês, numa referência aos ataques aéreos realizados pelos aviões da coligação internacional, liderada pelos Estados Unidos.

Ainda sobre a Síria, Hollande defendeu que o Presidente Bashar al-Assad deve sair do poder o mais rápido possível, em caso de uma transição política naquele país em guerra desde março de 2011.

"Não posso dar uma data, mas deve ser o mais rápido possível", disse Hollande, acrescentando que Assad "não pode ser o futuro da Síria".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)