Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Homem armado ataca soldado no metro de Paris

Agressor, que já foi detido, terá feito referências a Alá.
15 de Setembro de 2017 às 07:42
Estação de metro Chatelet, em Paris
Metropolitano de Paris
Metropolitano de Paris
Estação de metro Chatelet, em Paris
Metropolitano de Paris
Metropolitano de Paris
Estação de metro Chatelet, em Paris
Metropolitano de Paris
Metropolitano de Paris
Um homem armado com uma faca atacou um soldado francês numa paragem do metro de Paris, esta manhã de sexta-feira.

De acordo com os meios de comunicação franceses, não há feridos a registar e o atacante foi detido imediatamente. O militar pertencia à operação antiterrorista 'Sentinela' no centro de Paris, informou a ministra da Defesa, Florence Parly.

"Não sabemos mais sobre as intenções do agressor, que foi detido", explicou a ministra em declarações à emissora Europe 1.

Segundo o canal BFMTV, o homem fez referência ao grupo extremista autoproclamado Daesh durante o ataque que ocorreu pelas 06h30 (05h30 em Lisboa) na estação de metro Châtelet e terminou sem feridos.

Na quinta-feira foram anunciadas precisamente mexidas naquele dispositivo antiterrorista em que 7000 militares contribuem para a proteção do território francês em reforço das forças de ordem, de forma a torná-lo "mais flexível" e menos previsível, com "missões aleatórias" e cada vez menos estáticas.

Florence Parly, que garantiu não irá haver menos efetivos nas ruas, insistiu que a manutenção da 'Sentinela' se justifica porque o nível de ameaça terrorista em França continua a ser "elevado".

De acordo com dados da investigação preliminar, o agressor, rapidamente imobilizado pelo soldado, terá feito referências a Alá e era 'desconhecido' pelas autoridades, segundo fontes da polícia, citadas pela agência noticiosa francesa AFP.

A investigação foi confiada à brigada criminal da polícia judiciária.

Trata-se do sétimo ataque contra militares da força 'Sentinela', posta em marcha no quadro do plano antiterrorista "Vigipirate" após os atentados de 2015.

O mais recente ataque ocorreu a 9 de agosto, quando um homem atropelou uma patrulha antiterrorista, ferindo seis soldados em Levallois-Perret, na periferia de Paris.
Paris distúrbios guerras e conflitos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)