Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Atira água para cão e deixa-o morrer congelado a -32ºC

Imagens captadas podem chocar os leitores mais sensíveis.
28 de Novembro de 2017 às 10:33
Sibéria, Rússia
Sibéria, Rússia
Sibéria, Rússia
Sibéria, Rússia
Sibéria, Rússia
Sibéria, Rússia
Sibéria, Rússia
Sibéria, Rússia
Sibéria, Rússia
Sibéria, Rússia
Sibéria, Rússia
Sibéria, Rússia
Um homem atirou deliberadamente água gelada para cima do seu cão, para que o animal morresse congelado. O animal foi encontrado pelos vizinhos numa das ruas da Sibéria, Rússia, que prontamente alertaram os bombeiros. Quando os socorristas chegaram ao local, o animal encontrava-se congelado a uma temperatura de -32ºC, mas ainda com vida.

Um vídeo captado na cidade mais fria da Rússia mostra o animal de um ano, com os olhos amedrontados e com a pata a tremer, suplicando ajuda. 



Os socorristas acabaram por transportar o cão para um centro veterinário, onde o animal acabou por morrer.

A situação revoltou populares e os bombeiros que estiveram no local. Pedem às autoridades a abertura de um inquérito e uma investigação ao dono do cão.
 
Um dos voluntários que encontrou o animal na rua disse que "Se o homem matou o cachorro, pode fazer o mesmo aos filhos. Hoje foi o cão que morreu, amanhã pode ser as crianças", segundo conta o The Siberian Times.

Sibéria 32ºC Rússia The Siberian Times questões sociais interesse humano animais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)