Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Professor de história decapitado em Paris após exibir caricaturas do profeta Maomé durante aula

Atacante, que foi abatido a tiro pela polícia francesa, terá gritado "Alá é grande".
SÁBADO 16 de Outubro de 2020 às 17:54
Polícia francesa
Polícia francesa FOTO: Getty Images
Um homem morreu decapitado num subúrbio de Paris, em Conflans St Honorine. O atacante terá gritado "Alá é grande", segundo testemunhas citadas pela agência Reuters. 

Fonte policial revelou à Reuters que o agressor foi morto. O episódio ocorreu pelas 17h00 desta sexta-feira. De acordo com a BFMTV, o agressor, armado com uma faca, ameaçou a polícia. 

Fonte da polícia, citada pela AFP, explicita que a vítima era um professor de História, que terá exibido caricaturas do profeta Maomé durante uma disciplina sobre liberdade de expressão.

A investigação foi aberta por "assassinato em conexão com uma empresa terrorista" e "associação criminosa terrorista".

De acordo com uma fonte da investigação a este homicídio, a polícia também está interessada numa fotografia na rede social Twitter, através de um utilizador que, entretanto, encerrou a conta, da cabeça decapitada da vítima.

Paris Conflans St Honorine Reuters ataque terrorismo investigação autoridades
Ver comentários